Vitrectomia – VVPP

A cirurgia de vitrectomia é a técnica cirúrgica minimamente invasiva que o cirurgião de retina mais realiza.

Na vitrectomia, são empregados instrumentos microcirúrgicos (fontes de iluminação, vitreófago, pinças, tesouras, endolaser). Durante a cirurgia de vitrectomia, o vítreo, a substância gelatinosa que preenche o segmento posterior do olho, é removida, além dos outros passos cirúrgicos necessários em cada tipo de doença. Para substituir o vítreo removido, o segmento posterior do olho é preenchido com solução salina, ar, gás especial ou óleo de silicone, dependendo do caso de cada paciente.

É um procedimento indicado no tratamento de diversas patologias oculares, como: buraco de macular, membrana epirretiniana, membrana subrretiniana, descolamento de retina, descolamento do vítreo, retinopatia diabética, entre outras.

Orientações importantes:

Para este procedimento é necessário preparo pré e pós cirurgia.

É um procedimento realizado no centro cirúrgico, com anestesia local e sob sedação.

O paciente tem alta no mesmo dia.

Para acompanhamento da evolução da cirurgia é importante realização de exames periódicos, como: Mapeamento de retina, retinografia, tonometria de aplanação e tomografia de coerência óptica – OCT.

Para mais informações clique aqui.

        

feito por